Amigos da ABPLD.

Segue a mensagem que enviei ao jornal O Estado de São Paulo a respeito da publicação na primeira página da edição de hoje, 10/11/2016, mas que também é perfeitamente adequada a toda imprensa mundial.

Cumpre alertar que o empresário americano Donald Trump, hoje eleito presidente dos EUA, se tornou polêmico graças e insidiosa campanha da imprensa mundial em tentar desqualificá-lo para eleger a socialista Hillary Clinton. Ainda bem que a América profunda não caiu nessa conversa.

Além de vários aspectos, certamente o Tratado Internacional para Armas Leves da ONU, que visa o controle de armas por cidadãos de bem, não prosperara. Isso não nos deixa muito confortáveis pois o deputado  federal desarmamentista Bruno Covas (PSDB), hoje vice-prefeito de São Paulo, como relator da matéria, recomendou a aprovação do troço pelo Congresso. Ficaremos atentos.

Quanto ao titulo da primeira página, foi este: PERPLEXO E INSEGURO, MUNDO SE QUESTIONA: QUAIS PROMESSAS TRUMP CUMPRIRÁ?

Assim, desesquerdizando a primeira página do referido jornal, o título deveria ser: “PERPLEXA E INSEGURA, A ESQUERDA MUNDIAL SE DESESPERA: QUAIS PROMESSAS TRUMP CUMPRIRÁ?”

A mensagem:

“Mundo perplexo e inseguro? Que mundo está perplexo e inseguro? Só se for o mundo comunista. Evidentemente este jornal não tem somente leitores apoiadores da Hillary Clinton, no entanto, só as cartas desses foram publicadas. A imprensa mundial, cujas redações estão dominadas por esquerdistas, ainda não percebeu que suas mentiras não convencem mais.

Graças ao advento do Internet e a pensadores independentes, as pessoas podem ter acesso ao contraponto a essa nefasta ditadura do politicamente correto, a ditadura dos “ofendidos”, das babaquices, novilínguas, manifestos coletivistas, moções de repúdio, etc., imposta por vocês com apoio da ONU, George Soros, “intelectuais” das universidades et caterva.

Mas não só a Internet e pensadores isentos influenciam, as pessoas ainda são providas de bom senso, ainda pensam. A grande maioria das pessoas não se importa com essas bandeiras sem causa que vocês levantam. As pessoas querem sossego e não ódio e luta de classes. Querem segurança e não bandidos invadindo suas casas indefesas e barbarizando, roubando-as nas ruas sem serem punidos e ainda protegidos por “defensores” dos direitos humanos e legislação leniente. Querem trabalhar e levar a vida em paz e não ficar sustentando falsos excluídos. Querem criar seus filhos com dignidade e não entregá-los às drogas, ao sexo precoce, à pedofilia, à bestialidades e a tudo o que objetiva a destruição das famílias e seus valores morais, dos valores cristãos e de boa conduta, a destruição das belas tradições e dos costumes que o politicamente correto propõe destruir.

É por isso que jornais estão perdendo leitores e fechando as portas. Ao invés de informar, se tornaram patéticos cabos eleitorais da esquerda mundial e do globalismo raso e sem graça. Vocês querem o fim da beleza das diferenças culturais e dos povos. Querem um mundo cinzento e igualitário.

Com relação à eleição americana, imaginavam poder induzir a população a erro, mas esqueceram-se de combinar com os “russos”, ou seja, com o eleitor americano, aquele que paga a conta, esqueceram-se de combinar com a América profunda. Mesmo depois dessa traulitada gigantesca, arrogantes que são, desqualificam esses eleitores que estão cansados da ditadura do politicamente correto e não se submetem a ela, tratando-os como ignorantes incapazes de discernimento. Pessoas simples talvez, mas não idiotas.

Tentaram fazer isso com o referendo aqui em 2005. Perderam, mas a tirania petista e da esquerda que domina o país não aceitou o resultado, continuando a desarmar o cidadão de bem e não o criminoso, unicamente para fins de controle social e de um projeto criminoso de poder.

Perderam quando tentaram convencer os britânicos que o Brexit, a saída da união europeia, seria um erro. Convenientemente esqueceram-se do Reino Unido profundo, das reais necessidades da população.

Perderam quando apoiaram o absurdo acordo de “paz” com as FARC (acordo de paz capitaneado por Cuba é uma piada de extremo mau gosto), grupo narcoterrorista marxista que matou milhares de pessoas na Colômbia, a qual queriam premiar com cotas no Senado e Câmara daquele país sem serem eleitos, além do perdão e indenizações milionárias. Queriam transformar a Colômbia em outro narcoestado, como se não bastasse os existentes nas vizinhanças. Convenientemente esqueceram-se da Colômbia profunda e dos que sofreram na mão desses narcoterroristas.

Vocês ainda seguirão tentando, mas essa onda está chegando ao fim e ruindo sobre as próprias mentiras, juntamente com a credibilidade dos jornais e da mídia em geral. O preço da liberdade é  a eterna vigilância e a maioria silenciosa está vigilante. Assim, desesquerdizando a primeira página do estadinho de hoje, o título deveria ser: “PERPLEXA E INSEGURA, A ESQUERDA MUNDIAL SE DESESPERA: QUAIS PROMESSAS TRUMP CUMPRIRÁ?”

Esse jornal deixou de ser o Estadão independente há muito tempo, passando a ser um mero panfleto da ideologia esquerdista, com raras exceções de articulistas de princípios que não se deixam dobrar e não se vendem. Uma pena, pois os engajados não comprarão esse e outros jornais. O mundo profundo está se manifestando e não sucumbirá. Evidentemente não publicarão, mas divulgarei por outros meios.

Saudações conservadoras.”

YOU ARE FIRED! Ass. Donald Trump.

Mensagens podem ser enviadas para o fórum dos leitores  forum@estadao.com

José Luiz de Sanctis

ABPLD

#PLDportejá

Trackback

no comment untill now

Add your comment now


3 + três =