Há poucos dias publicamos um fato ocorrido nos EUA., onde uma menina de 12 anos atirou no invasor de sua casa. Sua mãe e o Xerife local a elogiaram pela coragem e por ter feita a coisa certa.

Aqui a coisa é um pouco diferente. Abaixo segue uma história fictícia, mas que certamente já ocorreu em algum lugar, para ilustrar a absurda inversão de valores que nos assola.

Depois uma história real publicada no CGN/UOL, ocorrida em Curitiba, um evidente caso de legítima defesa que não foi reconhecido pelo delegado. 

História fictícia

Um corretor de imóveis, ao chegar de uma reunião festiva com a esposa, observou uma luz de sua casa acesa. Desconfiado, deixou a esposa no carro, pegou seu revólver calibre .38 no porta-luvas e entrou pela lateral da casa, no momento em que um cidadão, em desabalada carreira, saiu pela porta dos fundos e tentou pular o muro que separava a casa de um terreno baldio. O corretor atirou duas vezes: uma bala transfixou o tórax e acertou o coração; a outra, não atingiu o ladrão. Dentro da casa, toda revirada, uma balbúrdia: uma fronha servia de sacola e já estava cheia de eletroeletrônicos que seriam levados.

Chamada a polícia, descobriu-se que o cidadão tinha caído, já sem vida, no terreno baldio. Verificou-se que se tratava de conhecido ladrão e traficante, com diversas passagens pela polícia. Pois bem: o corretor foi indiciado, porque, segundo a lei, o ladrão estava em rota de fuga; não representava perigo iminente; não portava arma (?); e – pasmem! – foi encontrado em outro imóvel, que não era de propriedade do autor dos disparos!!!

Depois de alguns meses de incômodo (pressionado pela família do defunto) pago o funeral, e acertadas as contas com o escrivão e o
delegado, o processo foi arquivado. Mas valeu uma dica do delegado: “Olha, amigo, quando for assim, enrola o cara num tapete velho e joga no rio. O pessoal encontra o meliante lá embaixo, comido de peixe, e vai achar que foi queima de arquivo ou briga de quadrilha…”

Aqui o marginal é tratado como vítima e a vítima como marginal. Seria interessante imaginar se o fato tivesse ocorrido na residência do delegado que autuou o cidadão. Ele seria preso e indiciado? O fato seria divulgado?

Coisas do Brasil, infelizmente.

Evidentemente não aconselhamos a seguir a “dica” do delegado na história fictícia, mas a lutar para que essas absurdas leis sejam mudadas.

A história real

FONTE: http://cgn.uol.com.br/noticia/36092/morador-e-preso-apos-matar-bandido-que-pulava-o-portao

Comente a notícia no final do link indicado.

Morador é preso após matar bandido que pulava o portão

Homem acabou sendo atuado em flagrante por homicídio…

Publicado em 30 de Outubro de 2012 às 09h19min | Maycon Corazza | Banda B | Atualizado às 12h20min

Um homem de 29 anos está preso depois de atirar contra dois bandidos que tentaram invadir sua casa, na madrugada desta terça-feira (30), na Cidade Industrial de Curitiba. Um dos bandidos conseguiu fugir e o outro morreu com um tiro no abdômen. O morador usou uma pistola calibre 380, registrada pela justiça para efetuar os disparos. Ele foi autuado em flagrante por homicídio.

A tentativa de invasão aconteceu às 2h20 quando o morador, que terá seu nome preservado, notou pela janela da residência, que fica na Rua Airton Duma, que dois homens tentavam pular o portão da casa. Então, o homem pegou a arma e disparou um tiro contra os bandidos. Ele teria efetuado os disparos na mesma janela de onde teria visto a dupla tentando invadir a casa. O homem mora com a família, mas não há informações sobre quantos estavam na casa neste momento. Também não se sabe quantos disparos foram feitos em direção da dupla.

Um dos bandidos caiu ao ser ferido por um tiro no abdômen e morreu em poucos minutos. Sem identificação, ele trajava camiseta azul, calça jeans preta e tinha uma tatuagem no antebraço direito “Vida Loka”. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba onde aguarda o reconhecimento da família. O outro comparsa conseguiu fugir.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pela família. O morador foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (Ciac-Sul), no bairro Portão, onde foi preso após ser atuado em flagrante por homicídio.

Quousque tandem abutere, Catilina, patientia nostra? Quamdiu etiam furor iste tuus nos eludet? Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia? (Até quando, enfim, ó Catilina, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo ainda esse teu rancor nos enganará? Até que ponto a (tua) audácia desenfreada se gabará (de nós).

José Luiz de Sanctis

Coord. Nacional

,
Trackback

20 comments untill now

  1. amauri oliveira @ 2012-11-07 06:09

    Embora se pretendam impor por força de lei que não se deva defender seu lar, não conseguirá sobrepor o que é naturalmente legitimo, ou seja, ao vermos nosso lar violado, faremos todos os esforços para preservarmos nossos entes

  2. Triste e vergonhosa, estaverdadeira passagem pelo inferno do morador de Curitiba , no Brasil vivemos situações como o mensalão que vai dar em Pizza. Vamos viver este terror, até o dia que conseguiremos tirar estes politicos desonestos de sua zona de conforto .
    Parabéns pela trabalho da equipe do PLD.
    Gilson Capponi Santiago

  3. Marco Antonio @ 2012-11-07 07:19

    Desses desmandos judiciais temos agora morte de policiais em cadeia, logo eles também serão presos por reagir aos homicidios em horario de folga, quanto ao tapete gostei da ideia, minha cidade não tem rio que consiga levar isso, posso no caso colocar dentro de uns pneus velhos e tacar fogo (micro ondas) depois fico com o comentário do Sr Charles de Gaule, o Brasil não é um pais sério

  4. Alexandre Fraguglia @ 2012-11-07 08:30

    Qual eh o cumulo da indignação?…onde temos servidores públicos seguindo leis absurdas, isto não eh democracia e defesa dos valores morais. Vivemos novamente em dias perigosos, cabe pensarmos se devemos nos organizar e sairmos a luta contra tudo e todos que ditam os absurdos…ou ficarmos reclamando, resmungando e cuidando apenas de nossas vidinhas e conforto?!

  5. Paulo Amaral @ 2012-11-07 08:50

    Matou apenas um do dois, o que foi uma pena…
    O único muro que segura bandido é o muro do cemitério.
    Enquanto existirem essas leis idiotas, que protegem bandidos contra cidadãos de bem, o que o cidadão que se defende deve fazer, após atirar em bandidos, sumir do flagrante e se apresentar com advogado.
    Paulo.

  6. Eduardo Savane @ 2012-11-07 08:53

    TERRA DE IMBECIS, PAIS DOS ABSURDOS.

  7. Márcio de Souza Marques @ 2012-11-07 09:13

    Não tenho a menor dúvida de que faria o mesmo, caso acontecesse comigo. Prefiro ser autuado, preso e condenado do que assistir uma barbárie contra minha esposa e filhos.
    Aprendemos com as próprias autoridades da segurança pública, como “preparar” os elementos que nortearão a ocorrência. Portanto, continuemos com nossos princípios de legítima defesa, observando o uso do “cobertor”, bem como o local da desova.

  8. ELISEU TEIXEIRA @ 2012-11-07 09:14

    Esta s
    ao as les que estes imbecis dos deputados fazem sob a tutela de tudo menos do que é honesto ..ainda bem que o conselho do delgado serve de parametro de ação enrola o bandido num trapo e joga em qq corrego rio etc …ou seja o povo vota para estes imbecis formularem leis contra eles proprios por iso não rspeotp ninguem do governo e sigo minha personalidade carater e dignidade

  9. DANIEL ROLIM GONDIM @ 2012-11-07 10:39

    ISSO É UMA VERGONHA PARA A NAÇÃO BRASILEIRA,ONDE OS VAGABUNDOS INVADEM SUAS CASAS E AGENTE NÃO TEM DIREITO DE FAZER NOSSA PROPRIA SEGURANÇA,ISSO É INVAÇÃO A DOMICILIO TEMÉ QUE MORRER MESMO,SE FOSSE O CONTRARIO?O VAGABUNDO MATANDO O CIDADÃO NA SUA RESIDENCIA?ELE SERIA PRESO,PELO POUCO QUE CONHEÇO DIFICILMENTE ELE IRIA PRESO,A LEI NÃO VALE PARA NOIS CIDADÕES SÓ VALE PARA OS VAGABUNDOS…….
    ASSIM COMO O ESTATUTO DO DESARMAMENTO ONDE DESARMA O CIDADÃO E ARMA VAGABUNDOS,TAMBÉM NÃO SEI COMO UM GOVERNO EMPÕEM UMA LEI ONDE NÃO PODE CUMPRIR E NEM SER APLICADA….

  10. PARABÉNS PELO TRABALHO. PAULO AMARAL É QUE BEM COLOCOU,SUMIR DO FLAGRANTE E SE APRESENTAR COM ADVOGADO,ENQUANT SÃO ESSAS AS LEIS QUE AINDA VIGORAM,
    VIRAM RITA LEE TIRANDO AS CALÇAS EM SHOW NO DF?É ISSO QUE O POVO GOSTA E APLAUDE,ESTÃO ALHEIOS A COISAS SÉRIAS….ABSURDO!

  11. Agapito Costa @ 2012-11-07 18:06

    Como homens práticos, vocês sabem e nós sabemos, que a questão da justiça surge somente entre partes de igual força, o forte faz o que pode, e o fraco sofre o que deve.
    Não é a toa que tentam desarmar a população para os que tem conhecimento do passado sabem onde eles querem chegar.
    Infelizmente só poderemos mudar este quadro com conjunção de três fatores: apoio das massas, boa liderança e momento propício.

  12. Adilson R. Dias @ 2012-11-07 21:14

    Bem que a música dizia, “Que País é esse”, onde bandido é considerado o coitado e o cidadão de bem como bandido. Nossa lei de porcaria que não vale para nada, bandido mata, rouba, estupra, faz o que quer, uma verdadeira anarquia, e o Delegado faz vistas grossas, está certo isso? prende e logo soltam!! Que merda é essa!! Onde já se viu este homem ser indiciado, esse delegado é louco!! queria ver se fosse na casa dele, não iria dar em nada. queria ver se fosse na casa de um deputado, um empresario milionario…. é claro não daria nada.mas não, só pagam os pequenos taxados de bandido. estou indignado.

  13. É por isso que infelizmente policiais estão sendo abatidos como moscas em São Paulo, a polícia não consegue se garantir contra os verdadeiros marginais então é mais fácil prender o cidadão……

  14. A proibição do cidadão ter armas para proteger a si e ao seu lar na prática é a proibição à legítima defesa.

  15. alessandro @ 2012-11-11 13:45

    Devemos lutar com todas as nossas forças para mudarmos estas leis que só benifecia os vagabundos, maladros e lutar também pelo porte de arma do cidadão de bem, pois só assim seremos nos ciadões de bem respeitado novamente, porque hoje quem manda é os malandros vagabundos bandidos que entra em nossas residências ou nos assalta nas ruas sem nada a perder, e nos estamos de mão atadas temos que nos unir somos e sempre seremos maioria.

  16. Luis Fernando @ 2012-11-15 21:41

    Parabéns ao Curitibano, pena que não abateu os 2 vagabundos, talvez por utilizar uma arma de calibre permitido neste país ridículo, onde os bandidos usam fuzil e os trabalhores só podem, por força de lei, utilizar calibres anêmicos.
    Para despedir deixo recado aos paulistanos: VIOLÊNCIA SÓ SE COMBATE COM VIOLÊNCIA MAIOR.

  17. Jorge E. Moreira @ 2012-11-18 10:04

    Claro que qualquer um teria feito o mesmo, tal vez após telefonar ao 190 e tal vez a polícia, que não consegue se proteger nem eles mesmos chegasse algumas horas depois, muito tarde, como sempre. Ha lugares no mundo onde voce tem que estar seguro que é uma emergência pois de qualquer modo policiais estarão no local segundos depois; nesse lugar as armas não seriam necessárias ma que para esporte. No Brasil alquém deverá repensar algúm tipo de “Tolerancia Zero” , ou seremos governados por uma ditadura do PCC em breve.

  18. Hi there, I found your blog via Google while searching for first aid for a heart attack and your post looks very interesting for me.

  19. Reinaldo @ 2012-12-03 08:57

    O grande objetivo do GOVERNO em desarmar o cidadão é porque querem fazer o povo de gato e sapato sem precisarem temer uma revolução armada ou guerra/guerrilha civil. Na verdade desarmam o povo pois temem uma guerra civil é por isso que em caso de guerra (qualquer tipo) nossas fronteiras serão fechadas e o direito de ir e vir revogado, para que o cidadão não possa se armar no paraguai etc. Mas enquanto somos democracia devemos eleger pessoas sérias que são a favor da legítima defesa da vida, da família, do lar e do patrimônio.

  20. vamos ,pedir uma lei,pena pra cidaadão de beem,carceiramento, prisão perpétua e leis ainda mais brandas pra banddio.bandido solto e pessoas decentes na cadeia, ai teremos seguranã merecida.brasil pais de otários,que enconstam em seus sofás e resmungam, até não poder querer mais.

Add your comment now


− 2 = um