O Deputado Claudio Cajado (DEM-BA) apresentou na semana passada relatório ao PL 3722/2012, que modifica o malfadado estatuto do desarmamento, relatório esse que não veio ao encontro dos anseios da população e não expressa a vontade dos cidadãos externada no referendo de 2005.

Em janeiro deste ano o PLD enviou ao Deputado inúmeras sugestões ao seu relatório, que visavam melhorar ainda mais o PL 3722/2012 apresentado pelo Dep. Peninha (PMDB-PR), mas infelizmente nenhuma de nossas sugestões foi aproveitada.

No link abaixo a íntegra do relatório do Dep. Cajado.

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1095781&filename=Tramitacao-PL+3722/2012

Como se pode verificar, os principais anseios da população não foram atendidos no relatório. A seguir listamos apenas alguns:

1 – Não instituição do registro de arma com validade permanente, permanecendo a renovação obrigatória, custosa e burocrática a cada 5 anos;

2 – Armas de pressão, já devidamente regulamentadas pelo Exército Brasileiro, só poderão ser compradas por maiores de 25 anos que deverão cumprir toda burocracia relativa à compra de uma arma de fogo e ainda com limitação de apenas 3 armas por pessoa;

3 – Não faz nenhuma menção a sugestão de tornar a prática esportiva do tiro por menores um direito, como constava na revogada Lei 9.437/1997:

4 – Fixação do limite aquisitivo de munição em 50 unidades mensais (na lei vigente esse limite é anual), no entanto consta a inexequível exigência de apresentação de cartuchos vazios após a terceira compra;

5 – Redução da validade territorial do porte de policiais estaduais, civis e bombeiros militares aos estados, retirando-lhes o porte federal que hoje detêm;

6 – Concentração na Policia Federal da responsabilidade por todas as autorizações de compra, registros e portes, persistindo, portanto, o problema da falta de capilaridade para atender todo território brasileiro;

7 – Limitação geral da validade territorial do porte de arma aos estados, extinguindo a possibilidade de porte federal já prevista no próprio estatuto do desarmamento;

8 – Limitação a Magistrados e Membros do Ministério Público ao porte de arma apenas em calibre não restrito, retirando o direito que hoje possuem de porte de armas calibre .40;

9 – Instituição da proibição à comercialização de toda e qualquer arma de brinquedo;

10 – Manutenção da discricionariedade na concessão do porte de arma e instituição do critério restritivo de posse da arma por pelo menos cinco anos antes do pedido, o que na prática define a idade mínima para portá-la em 30 anos.

11 – Nada constou sobre a revogação do Decreto 5.123/2004, em especial ao seu “Art. 67-A., que determinar a perda, ou seja, um confisco de um bem mesmo antes de sentença transitada em julgado cujo teor é o seguinte:

        “Art. 67-A.  Serão cassadas as autorizações de posse e de porte de arma de fogo do titular a quem seja imputada a prática de crime doloso.

12 – Mantém a idade de 25 anos para aquisição de arma de fogo.

13 – Avança na competência do Exército Brasileiro em ditar normas relativas a colecionadores, atiradores e caçadores, normas essas já extremamente rígidas.

Assim solicitamos aos participantes do PLD que enviem ao deputado a nossa mensagem reiterando as solicitações e que observe as nossas sugestões apresentadas, alterando o relatório e adequando-o aos anseios da população, conforme CARTA ABERTA publicada em nosso blog, cuja íntegra segue no link abaixo.

http://pelalegitimadefesa.org.br/nblog/?p=1168

Solicitamos a todos que se manifestem polidamente e solicitem ao maior número possível de pessoas que também o façam.

As mensagens podem ser enviadas aos e-mails abaixo:

Dep. Cláudio Cajado: claudio.cajado@bol.com.br

Assessor Sérgio Campos: sergio.campos@camara.leg.br

Ou pelos telefones:

(61) 3215 1630
(61) 3215 2630
(61) 3215 3630
(61) 3215 4630
(61) 3215 5630

José Luiz de Sanctis

Coord. Nacional – PLD

,
Trackback

23 comments untill now

  1. Cesar Toledo César @ 2013-06-10 15:25

    Prezado Deputado,

    Em síntese, seu projeto, sob minha ótica de policial e atirador é uma péssima contribuição para o tiro no País e não irá mudar o quadro de insegurança. A inconstitucionalidade da Lei 10.826 se consubstancia na inversa proporção que desrespeita o pleito a que foi submetida, onde cerca de 66% da nação brasileira manifestou-se sobre o sim às armas. Isso implica em um ordenamento, mas, um ordenamento jurídico favorável a atividade de tiro e à posse e porte das armas. Portanto, seu projeto vem de encontro ao anseio do povo brasileiro e espero que os eleitores retribuam sua avaliação na mesma ordem de valor que deu ao anseio que esperávamos. Ninguém é deputado para sempre e o povo já esta bastante esclarecido para avaliar em quem votará.

  2. Prezado Deputado,

    Em síntese, seu projeto, sob minha ótica de policial e atirador é uma péssima contribuição para o tiro no País e não irá mudar o quadro de insegurança. A inconstitucionalidade da Lei 10.826 se consubstancia na inversa proporção que desrespeita o pleito a que foi submetida, onde cerca de 66% da nação brasileira manifestou-se sobre o sim às armas. Isso implica em um ordenamento, mas, um ordenamento jurídico favorável a atividade de tiro e à posse e porte das armas. Portanto, seu projeto vem de encontro ao anseio do povo brasileiro e espero que os eleitores retribuam sua avaliação na mesma ordem de valor que deu ao anseio que esperávamos. Ninguém é deputado para sempre e o povo já esta bastante esclarecido para avaliar em quem votará.

  3. Edmundo Ribeiro Bacelar @ 2013-06-11 22:32

    SRo Prezado Deputado; Seu projeto na minha visão como vigilante patrimonial tendo eu mais de 15 anos de serviço bem prestados na segurança privada deste país, sendo eu cidadão brasileiro com 46 anos de vida e trabalhando desde os meus 14 anos de idade, venho afirma-lo que sua pessoa não tem nenhuma noção sobre segurança pública federal, segurança estadual e nem mesmo segurança municipal e piorando ainda tu não tens noção, o que significa à segurança fisica individual………………………………

  4. Gilmar de Macedo @ 2013-06-12 08:06

    Nobre Deputado
    O Legislativo está a reboque do Judiciário e do trator do Executivo, não permita que o poder mais democrático do nosso País seja um mero apêndice de pequenos grupos marginais que se adonaram das vidas de quase 200 milhões de pessoas somente para impetrar aqui uma ideologia arbitrária, uma ditadura civil que faz do representante popular um brinquedo de marionete na mão de pessoas que não receberam um voto se quer para nos representar. O agente da PF é uma profissão de Estado e não de Governo ou de grupos ideológicos assim como o Judiciário, então para que serviu gastar 600 milhões de Reais no referendum do desarmamento? Deputado , atenda a solicitação do Pela Legítima Defesa, do Deputado Peninha, do Movimento Viva Brasil, das Federações e Clubes de tiro, da maioria da população que disse Não ao desarmamento.Em tempo: Se o Comerciante e seu sobrinho pudessem ter uma arma para defesa, o Senhor optaria pela vida dos dois trabalhadores ou pela vida dos dois marginais? Quanta despesa os dois marginais causaram ao erário e quanto imposto os dois trabalhadores deixarão de recolher com sua atividade? Saúde, Paz e que Deus lhe proteja.

  5. Fernando Lusvarghi @ 2013-06-12 09:34

    A populacao brasileira esta sendo preparada para uma revolucao aa moda nazismo de esquerda. Ou melhor, aa moda fascista pela ‘canhota’. Ou ainda aa moda marxista. Esvaziada de armas e sem condicao de reagir, esta completamente aa merce da revolucao comunista que o PT tem planejado e carreado ateh entao. Junte-se a isso os famigerados 6.000 medicos (que nao existem em Cuba, pelo diminuto tamanho da ilha e sua populacal) que estao vindo ao Brasil para implementar celulas revolucionarias.
    Essas sao razoes suficientes para uma decisao no sentido de dar aa populacao o direito de portar armas e expresser atraves delas a vontade propria. Por favor nao deixe que governos populistas como esse que ai esta, imponha aa sociedade suas sua forma de governo de cima pra baixo para se perpetuarem no poder. Essa moda de poder que, quem os tem, esta saturado dela e luta insessantement para derruba-la, como no oriente medio e mesmo Cuba. Ha mais de cinquenta anos que aquele povo sonha com libertade. Cuba esta arrasada. Eu conheco pessoalmente e digo que nao ha leite para as criancas, nao ha uma fazenda bem cuidada, nao ha producao de nenhum tipo. Um engenheiro ganha $11.00 dolares por mes e nao ve a hora de alguem pagar-lhe uma passagem de saida do pais. As vacas sao magras, os cavalos estao doentes por todo o pais porque o governo nao tem assintencia veterinaria. A vida selvage acabou porque o povo comeu tudo que estava vivo. Soh nao se iniciou o canibalismo porque o governo abriu as portas para o turismo ha 15 anos atras e eh disso que o pais vive hoje.
    Entao, deh aa populcao o direito de escolher a maneira que querem viver, seja pelo voto ou pelas armas, porque eh simplesmente justo.

  6. Agapito Costa @ 2013-06-12 09:49

    Senhor Dep. Cláudio Cajado.
    Entendemos que sua pessoa jurídica tem o dever de selar pela opinião pública e democrática.
    A Nação através do referendo disse um não ao desarmamento, portanto não cabe mais lembrá-lo que deva obedecer.
    Mas , se persistir e entender que como pessoa física pode transitar pelas ruas e centros de nossas cidades sem segurança e desarmado, ande sem segurança.
    Obviamente os senhores políticos andam protegidos com seguranças armados e pagos com o dinheiro dos contribuintes.
    Portanto, não esqueça que a verdade é filha do tempo, e não da autoridade e muito menos de autoridades políticas.
    E, finalmente, senhor Cláudio Cajado o que nós estamos precisando com urgência é uma ampla reforma no sistema político de nosso imenso país.

  7. Paulo Cotrim @ 2013-06-12 10:38

    Sr. Deputado,
    Peço que as solicitações do PLD sejam aceites dado a sua legitimidade e a sua defesa dos cidadãos de bem deste país.

  8. Ricardo Pina @ 2013-06-12 11:08

    Prezado Deputado Cajado ,

    A métrica utilizada na restrição de direitos , torna cada vez mais inexpressiva a imagem do cidadão brasileiro .
    Impedir que pessoas inabilitadas acessem armas é um critério a ser respeitado e apoiamos , porém a criminalidade acessa sem restrições e a vitima é a sociedade.
    Assim ,já não mais teremos escolha em se defender , lutar por nós ou nossos entes queridos , apenas nos aguarda a submissão .
    Dep. Cajado , agradeço se puder refletir sobre os verdadeiros caminhos que nos impõe estas decisões .
    Obrigado.

  9. Valdir Montanha @ 2013-06-12 11:49

    O que os terroristas do PT fizeram com o povo é compreensível, o brasil virou um inferno. O verdadeiro significado de comunismo é satanismo (mentiras, roubos, alienação do povo, etc…). O lema de Lênin era: quanto pior, melhor! Hoje os brasileiros honestos são sacrificados, somente assim vão aprender o que é falta de liberdade; tudo é imposto contra a vontade. Rasgaram a constituição e fazem o que é vantagem somente para políticos, os mais corruptos do mundo, e o povinho sem cultura já está dominado. Perdi esperança no brasil. Não adianta apelar a políticos, somente fazem corporativismo criminoso e contra o povo.

  10. George Meireles @ 2013-06-12 12:45

    Está na hora dos políticos estarem mais atentos aos anseios da população.
    Afinal, para que serve tanto trabalho em suas bases?

  11. David Terra do Amaral @ 2013-06-12 12:54

    Olá, boa tarde. Com todo respeito, acredito que seu substituto torna ainda mais penoso, ao cidadão, o que já é o atual estatuto do desarmamento. Atente para o referendo, é um manifestação legítima do povo brasileiro e que deve ser considerada pelos senhores legisladores.

  12. Christian @ 2013-06-12 13:17

    Prezado deputado
    A população necessita de possibilidades mínimas de conseguir se defender de tanta violência.
    Nao podemos contar somente com a segurança publica, pois estamos presenciando diuturnamente a covardia das atitudes de pessoas invencíveis.
    O crime tem que ser acabado. Somente dando possibilidades para um pai de familia proteger seus dependentes que chegaremos a algum lugar.
    Por favor repense sua posição. Pois quem desarma o cidadão de bem, esta colaborando para o encorajar do bandido.
    O Brasil nao tem estruturas nem físicas nem pessoais para defender sua população.
    Nao vamos ser demagogos.
    Att

  13. EDUARDO ALVES @ 2013-06-12 17:19

    DEPUTADO,

    DIZER QUE A POPULAÇÃO NAO PRECISA DE ARMAS POIS EXISTEM AS POLICIAS ,E’ O MESMO QUE DIZER QUE NAO PRECISAMOS DE EXTINTORES DE INCÊNDIO PORQUE EXISTEM OS BOMBEIROS.

    POR FAVOR, TRABALHE PARA QUE A POPULAÇÃO TENHA O DIREITO A LEGITIMA DEFESA E A POSSUIR E PORTAR ARMAS , E NAO O CONTRARIO.

    EDUARDO ALVES / RIO DE JANEIRO

  14. Prezado Deputado
    ´
    A legítima defesa é de direito natural. Nada mais coerente e oportuno para os que nos representam na Câmara de deputados que ponham em prática os anseios do povo brasileiro VOTANDO NÃO AO DESARMAMENTO E A TUDO QUE SEJA RESTRIÇÃO A LEGÍTIMA DEFESA. MEMENTO REFERENDO SOBRE O DESARMAMENTO.

  15. geraldo andrade @ 2013-06-12 21:40

    sr Deputado e inprescindivel que o sr reveja o relattorio apresentado a grande maioria do pouvo brasileiro esta anciosa esperando por essa atitude o seu nome hoje ja e conhecido em todo brasil pelo seu trabalho ,, por favor nao nos abandone a merce deste governo que nao nos da nenhuma seguranca.

  16. geraldo andrade @ 2013-06-12 21:55

    sr deputado os homens e muleres do nao aqueles que votaran 66% dos votos do referendo mais os que votaran a favor do desarmamento e que hoje manifestan a favor do armamento.Se houvesse um referndo hoje passaria de 70% os votos pelas armas .Os bandidos podem ter armas e andarem armados sem se preocuparen , mas eles e as pessoas que os apoiam sao e serao minoria.Os brasileiros cidadaos honestos e trabalhadores que votan trabalhan ,pagan inpostos ,e cumpren com suas obrigacoes , tem suprimido o primarissimo direito a auto defesa e a defesa da prole , entao sr deputado por estas e muitas outras razoes ,comtamos com senhor com sua compreencao , por favor reveja seu relatorio.

  17. V. Exa. abre mão publicamente do uso de segurança particular ou institucional? anda livremente pelas ruas sem carro blindado? Dorme de janela aberta em sua casa? seu quintal tem cerca elétrica, câmera de segurança, cachorro? você vive normalmente como um cidadão comum? passeia despreocupado por sua cidade? tem família? sua cidade tem policiais suficientes para atender todas as ocorrências imediatamente quando solicitadas? a policia de sua cidade tem condições materiais para atender todas as ocorrências? sua cidade fica em área rural distante de grande centros?

  18. EDUARDO ALVES @ 2013-06-13 09:05

    Em 12/06/2013, às 20:47, Claudio Cajado escreveu:

    Eduardo, depois de 9 meses de estudos, fiz o que acho correto. Respeite minha opinião que eu respeito a sua e, se discordarmos, é a democracia. O que fiz manterei se não for convencido do contrario.Passarei pra vc e peço que passe aos seus amigos que é preciso atualizarmos o comportamento do dono da arma e a renovação ajuda a manter esse controle, sem custos; armas de pressão atualmente podem sim levar a óbito; ter 100 cartuchos por mês sem ser desportista vc acha pouco? Ter 150 com a apresentação de cartucho é pra evitar-se desvios, apesar de que pode haver, mas impus limite; policias fora de sua jurisdição não têm poder policia e podem requerer porte como Qq cidadão pra esse fim; a PF deve sim concentrar e ser responsável pelas autorizações. Convênios podem ser feito com as Policias Estaduais pra evitar deslocamentos onde não houver PF; calibre pesado só pra forças armadas, desportistas e colecionadores; arma de brinquedo tem sido usada pra assaltos e pode ser feita em padrão diferente e qto ao porte, endureçi por achar que deva sim ser mais controlado para as pessoas andarem Pelas ruas armadas que em suas propriedades ,e idade de 25 anos considero ser a maturidade natural do ser humano com mais vivência e experiência de vida, além de que com 5 anos de registro passa a ser obrigatória a concessão do porte, cumpridas as formalidades, ou seja, é justamente um critério objetivo contra a discricionariedade hoje existente.
    Vc nao aborda nenhuma questao especifica pra contribuição e se houver me passe e se me convençer alterarei o projeto, mas os acima não me convenci de altera-los. Abs
    Enviado via iPhone

    Data: 13 de junho de 2013 8h58min49s GMT-03:00
    Para: Claudio Cajado
    Assunto: Re: lei do desarmamento

    SR DEPUTADO,

    OBRIGADO PELA ATENÇÃO E PELA RAPIDA RESPOSTA.

    SOU COLECIONADOR HA 30 ANOS E ANTES DISSO, COMO ERA NORMAL NOS TEMPOS ANTIGOS, JA ATIRAVA DESDE OS 10 ANOS POIS FUI CRIADO EM FAZENDA. E APRENDI A CONVIVER COM ARMAS , COMO QUALQUER OUTRA FERRAMENTA QUE TEM SUA FUNÇAO E DEVE SER USADA SOMENTE QUANDO NECESSÁRIA.

    SOBRE A QUANTIDADE DE CARTUCHOS MENSAIS – 150 -, NAO ACHO POUCO, PARA NAO DESPORTISTAS, DESDE QUE NESSA CLASSIFICAÇÃO ENQUADREM-SE OS INTEGRANTES DE CLUBES DE TIRO, POIS ESSES TEM COMO LAZER A ATIVIDADE DE TIRO AO ALVO..

    POREM EM REGIÕES ONDE NAO HA CLUBES DE TIRO, E SE O CIDADÃO DESEJAR PRATICAR EM SUA PROPRIEDADE O TIRO AO ALVO, ACREDITO QUE ELE SERA’ PREJUDICADO.

    QUANTO `A DEVOLUÇÃO DE CARTUCHOS ACHO UMA IDEIA INTERESSANTE POIS RESTRINGIRA’ A RECARGA, APESAR DE NAO SER FACIL RECOLHER CARTUCHOS SE USADOS EM LEGITIMA DEFESA SEJA NA CIDADE OU NO CAMPO.
    NAO SEI SE A IDEIA E’ UM CONTROLE EXTREMAMENTE RIGIDO DA QUANTIDADE OU SE HAVERA’ UMA MARGEM DE TOLERÂNCIA PARA CARTUCHOS FALTANTES, O QUE NAO FOI ESPECIFICADO NA PROPOSTA.

    ACHO POREM QUE AS ARMAS E MUNIÇÕES UTILIZADAS PARA OS GRANDES CRIMES, COMO ASSALTOS A BANCOS, TRAFICO DE DROGAS E DOMÍNIO DE FAVELAS NAO SERAO ATINGIDAS POR SUAS MEDIDAS, O QUE PROVOCARA’ EFEITO NULO SOBRE A REAL CRISE DE SEGURANÇA EM QUE VIVEMOS.

    PEQUENAS ARMAS DE CALIBRES PERMITIDOS PARA CIVIS, RARAMENTE SAO USADAS NA PRATICA DOS CRIMES ACIMA CITADOS ,BEM COMO DOS EXTERMÍNIOS . SAO OS CALIBRES MILITARES , 9 MM , 357, 45, E OS DE FUZIS 762, 555 ,222, ETC.. PARA CIMA., OS VERDADEIROS ASSASSINOS DE NOSSO POVO.
    E TAIS CALIBRES NAO ESTAO INCLUSOS NA PROPOSTA, QUE ATINGIRA’ APENAS AS ARMAS DE CIDADÃOS DE BEM, CUJA INTENÇÃO E’ LEGITIMAR SUA DEFESA PRÓPRIA E DE SEUS FAMILIARES.

    QUANTO AOS POLICIAIS FORA DE JURISDIÇÃO, ACREDITO QUE UMA ANALISE MELHOR DA PSICOLOGIA DA VOCAÇÃO POLICIAL DEVE SER EFETUADA.
    SER POLICIAL E’ COMO SER MEDICO. O SR ACEITARIA, POR EXEMPLO, QUE UM MEDICO NAO O TRATASSE, SE O SR ESTIVESSE PASSANDO MAL, ALEGANDO ESTAR FORA DE SUA JURISDIÇÃO ?
    ASSIM SENDO, ACREDITO QUE UM POLICIAL DEVE AGIR. SEJA NO HORÁRIO DE TRABALHO, OU NAS HORAS DE FOLGA, EM SUA CIDADE , SEU ESTADO, OU EM QUALQUER OUTRO PONTO DA NAÇAO, COMO O POLICIAL QUE ELE E’ : FORMADO E PREPARADO PELO ESTADO, QUE DEVE SER RESPONSÁVEL O SUFICIENTE PARA ESCOLHER E PREPARAR HOMENS E MULHERES CAPAZES E EQUILIBRADOS PARA ATUAR QUANDO E ONDE ESTIVEREM, SEM RESTRIÇÕES.

    RESTRINGIR A ATIVIDADE POLICIAL, NAO AJUDA A AUMENTAR A SEGURANÇA PUBLICA.

    A IDEIA DE PORTE OBRIGATÓRIO APOS 5 ANOS DE REGISTRO DE ARMA, (NATURALMENTE SEM OCORRÊNCIAS PENAIS )E’ INTERESSANTE.. GOSTEI.. MAS NAO ENTENDI DIREITO COMO FUNCIONARA’.

    NOSSO PAIS E’ GRANDE E EXTENSAS AREAS SAO COMPLETAMENTE DESPOLICIADAS.. AQUI MESMO PRÓXIMO AO RIO, JA VIVI SITUAÇÃO EM MINHA PROPRIEDADE RURAL DE TELEFONAR PARA A POLICIA E OUVIR QUE A FAZENDA ERA LONGE DEMAIS, QUE ERA TARDE DA NOITE E QUE A POLICIA NAO PODERIA NOS AJUDAR. OU SEJA, LITERALMENTE DEIXAM O CIDADÃO ENTREGUE AOS BANDIDOS.
    QUEM NAO ESTIVER ARMADO, QUE SE DANE… E’ O FATO..

    CORDIALMENTE

    EDUARDO ALVES/ RIO DE JANEIRO

  19. Marco Antonio @ 2013-06-13 17:45

    Prezado Sr. Deputado
    Infelizmente vivemos em um Pais de dimensões continentais com fronteiras secas gigantescas, é nescessario o controle de armas porém dessa forma é ineficiente, peço gentilmente o foco nas armas ilegais e contrabandeadas, estaremos enxugando gelo por tentar regulamentar o que já é LEGAL, respeito aos cidadãos honesto e trabalhadores que tombam diariamente frente a criminalidade desmedida. Voltemos nossos olhos as armas ilegais e contrabandeadas uma vez isso resolvido pensaremos em outras medidas. grato. Boa Semana

  20. Nelson Korb @ 2013-06-13 18:42

    Prezado correligionário, nunca pensei que alguém de Centro Direita pudesse se prestar a criar uma lei assim.Pois a lei do Desarmamento parte da esquerda que quer as pessoas de bem desarmadas, como fizeram antes de entrar o comunismo na Russia, Cuba, e outros e nazis na Alemanha. A Suíça país que nunca foi invadido por nação alguma todos os reservistas ficam com seu fuzil em casa e volta e meia vão praticar tiro ao alvo
    O Governo atual mesmo tendo perdido o referendo no RS por mais de 80% e mais de 60 em outros estados, cada dia cria mais leis para desarmar pessoas de bem.Assim aumentam os crimes em ataques a residencias e na colonia e em fazendas.
    Aumenta o comércio clandestino de armas.
    Policiais da ativa e aposentados estão sendo prejudicados com essas leis absurdas e agora leio projeto mais absurdo de V,Excia…

    Mesmo no tempo do governo militar não haviam essas proibições. Pessoa de bem podia ter sua arma de defesa e de caça, até Winschester antes proibido foi liberado no advento do regime militar.
    O controle, registro e porte devem voltar a Policia Civil que está mais a par pois sabe para quem pode dar licença ou não, pois está mais junto da população.

    As Delegacias da Policia Federal estão muitas vezes longe de cidades pequenas, dando impasses burocráticos a usuário, para se locomover e legalizar sua arma. Então como tem que trabalhar não vai renovar o registro e fica arma ilegal. Assim muitas pessoas honestas tem armas ilegais ,pois de legal se transforma em arma ilegal…Assim tem fazendeiros, comerciantes,policiais , promotores de justiça e até juízes com seu registro vencido…
    Sugiro o seguinte: Para compra de arma de fogo e de caça, idade minima 21 anos ou reservista, Licença fornecida pela Policia Civil do Estado, município onde mora o solicitante. Registro feito pelas DP da localidade de residencia do solicitante, registro de arma deve ser permanente como era antes da Lei das Armas e náo a cada 3 anos.
    No Registro de arma de Policia Civil ou Militar , Juizes, Promotores, funcionários da Justiça, Policias Federais, Agentes Penitenciários e Bombeiros deve constar tanto da ativa como inativos….PORTE DE ARMA AUTORIZADO COM APRESENTAÇÃO DA IDENTIDADE FUNCIONAL…ou nessa constar Porte de Arma Autorizado.

    Armas artesanais de ante carga como taquari com espoletas de ouvido que atiram com pólvora preta não precisam de registro. pois são obsoletas.

    Armas de pressão não precisam de registro e podem ser vendidas a maiores de 18 anos….
    Menores de 18 anos podem competir em Clubes de Tiro, sob vigilância dos responsáveis e podem entrar em competição nacional e internacional. Olimpíadas e outras do gênero.
    Armas apreendidas pela Policia de bandidos podem ser usadas pela polícia e dadas em carga para policiais civis e militares…Armas pesadas apreendidas podem ser usadas pelas forças policias em caso de conflitos…Pois hoje os marginais tem armas mais modernas do que as Forças Armadas.
    Que os policiais tanto da ativa como aposentados possam usar armas de defesa pessoal de calibre 357 Magnum, 44, 45, .40. pois com uma arma de maior calibre não se precisa atirar em local vital, e não matar o oponente,bastando o ferir que o põe fora de combate. Assim diz minha experiencia policial de mais de 30 anos de serviço.
    Os Portes de Policiais estaduais terão que valer em todo o Território Nacional.
    Policiais, bombeiros, magistrados, membros do MP e Judiciário não terão que fazer provas de tiro e psicotécnico para renovar registro ou compra de arma de fogo.
    Saudações Democratas.
    Bel Nelson W. Korb
    Escrivão de Policia aposentado Radioamador PY3NK
    Secretário DEM IJUI RS….

  21. Sou a favor do cidadao ter chance de se defender!
    Essas pessoas que sao contra sao todoa blogueiros pagos pelo PT.

  22. MARCOS TAVARES @ 2013-09-06 00:19

    SENHOR DEPUTADO CAJADO.O DIREITO DE DEFESA DA VIDA É ALGO DEFINIDO POR DEUS ATÉ NA LEI DE MOISES QUE DIZ: “SE UM LADRÃO FOR ACHADO ROUBANDO E FOR FERIDO,O QUE O FERIU NÃO SERA CULPADO DE SANGUE “EXODO CAP 22 VERSO 2 .CLARO QUE SE HOUVER INVASÃO NA MINA CASA,EU TEREI QUE DEFENDER A MINHA FAMILIA.ISSO É O MINIMO QUE QUALQUER SER HUMANO FARIA.PORTANTO SENHOR DEPUTADO.PEÇO QUE REVISE O SEU RELATORIO,POIS O QUE ESTA EM JOGO É A POPULAÇÃO DO NOSSO PAIS.POPULAÇÃO ESSA QUE TRABALHA,PRODUZ E TEM DIREITO DE SE DEFENDER DA CRESCENTE ONDA DE VIOLENCIA QUE SE ALASTRA POR TODO O BRASIL.EM JUNHO DESTE ANO,UMA FAMILIA AMIGA MINHA AQUI DO RIO DE JANEIRO,TEVE SEU CARRO FECHADO NA LIHA VERMELHA E ALVEJADOS POR MUITOS TIROS DE PISTOLA NUMA TENTATIVA DE ASSALTO ONDE TODOS RECEBERAM VARIOS TIROS E PERMANECEM INTERNADOS OU EM TRATAMENTO PSICOLOGICO DEVIDO AO TRAUMA.O QUE O GOVERNO ESTA FAZENDO PARA DEEFENDER A VIDA DE SEUS CIDADÃOS?É PRECISO VOTAR LEIS QUE AUMENTE PENAS DE BANDIDOS,SENHOR DEPUTADO ,QUE OS COLOQUE EM TRABALHAS FORÇADOS NAS PRISÕES,POIS O ÓCIO PIORA A CONDIÇÃO DOS PRESOS.ENTÃO SENHOR DEPUTADO,PENSE MELHOR,A NAÇÃO ESPERA A HORA DE TER OS SEUS DIREITOS DEVOLVIDOS CONFORME JA FOI DEMOSTRADO NO PRESBICITO.

  23. gibson argolo @ 2013-11-08 22:58

    Colocar armas de pressão no mesmo patamar de arma de fogo é o maior
    absurdo q já ouvi na vida.ta certo q já ocorreram alguns acidentes,só q nunca vi um bandido pegar uma carabina de pressão e ir assaltar um banco por ex.poxa eu pratico tiro ao alvo e quando eu quiser adiquirir uma arma de pressão nova terei q tirar um porte?coloca os estilingues da garotada da roça no mesmo patamar tambem.

Add your comment now


− 7 = um