Tiro Esportivo

Recebemos de noss participante um pedido de divulgação de uma carta publicada na Folha de São Paulo, de autoria de  Paulo Boccato com a seguinte mensagem:
Por favor, façam a divulgação deste e-mail para todos os seus contactos. Isto é muito importante para o tiro esportivo
Obrigado
Luiz Fernando

São Paulo, domingo, 13 de junho de 2010

Tiro esportivo
Meus “parabéns” aos generais da Divisão de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército Brasileiro que, desde a última década, têm-se esmerado em travar o tiro esportivo nacional com várias restrições, inovando sempre em matéria de burocracia e dificuldades, como se o atirador esportivo à pólvora e ar comprimido fosse um quadrilheiro desses que vivem nos morros portando fuzis ilegais, que entram no país quase sem óbices, vindas de fronteiras desvigiadas!
A nova regra, editada em fevereiro, restringe a compra, o transporte, a importação e até o local para a prática do tiro esportivo a ar comprimido (a “espingarda de chumbinho”) e seus “potentes” projéteis do tamanho de um grão de arroz, quase impossibilitando essa prática.
As espingardinhas devem ser mesmo um perigo à segurança nacional, para merecer tanto esmero do fiscal militar !! Nem uma ONG antiarmas faria melhor.
PAULO BOCCATO (São Carlos,SP)

Trackback

only 1 comment untill now

  1. Para tirar o CR(Certificado de registro) para poder praticar o esporte é uma burocracia Surreal

Add your comment now


cinco − 2 =