VOLTAR PARA O HOME

CLIQUE PARA AMPLIARSempre ácidos quando se trata de cobrar das autoridades maior segurança para a população, os meios de comunicação registraram com pouca ênfase aquela que pode ser considerada a maior conquista dos cidadãos ao longo da última década: os homicídios em nossa região despencaram cerca de 70% no período. De 949 assassinados em 2001, as estatísticas registraram 285 no ano passado.
Em três cidades – São Bernardo, São Caetano e Mauá – o padrão de ocorrência de homicídios alcançou os níveis definidos como aceitáveis pela Organização das Nações Unidas, ONU, de até dez assassinatos para cada grupo de 100 mil habitantes. A média do Estado de São Paulo é de 10,4. Não é pouca coisa!
O recuo do número de homicídios na região foi possível graças à implantação de tecnologia avançada nas polícias Civil e Militar. Ambas passaram a contar com sistemas informatizados e bancos de dados que proporcionam mapeamento das ocorrências indicando local, horário e até faixa etária dos envolvidos.

Leia a íntegra no original

, ,
Trackback

3 comments untill now

  1. Agora temos que contar as outras histórinhas… a da carochinha, do coelhinho da páscoa e por aí vai. Sem esquecer claro a do Papai Noel…

  2. Juranda da Bahia @ 2012-04-02 15:53

    No Brasil,todas as instituições de repressão à criminalidade estão saturadas há vários séculos e sobretudo necessitam absolutamente de criação
    novas instituições de combate à criminalidade com tecnologia de informação pública com fotos,
    e detalhes dos procurados envolvidos em crimes em todo o território nacional,via internet,com inclusão social,combate à exclusão,preconceito
    e discriminação racial,com salas de bate papo,
    lazer,forum social e científico sobre tudo o que precisa melhorar no Brasil,com os reclames dos adolescentes e pais de família sobre os mais diversos assuntos do momento.
    Quanto às novas alternativas institucionais de combate à criminalidade,podemos pensar sobre a criação de uma responsabilização dos pais e parentes em primeiro grau desses criminosos
    para o ressacimento aumentado em 10 vezes sobre os prejuisos causados às suas vítimas,em suaves pagamentos descontados nos contracheques todos os meses,pois as empresas serão notificadas pela Caixa econômica federal para efetuarem os descontos em contra cheques e salários a pagar.
    Vale salientar que mesmo que as vítimas não
    queiram receber o ressarcimento fica para os governos construírem cadeias públicas.Podemos aqui ajudar a criar a Polícia Familiar,formada por educadores,psicólogos,sociólogos e médicos da Poícia Familiar.
    Ao invés de afiançamentos,o nosso governo pode tabelar os vários crimes sociais ou familiares comprovados judicialmente para ressarcir todas as vítimas.
    O Brasil,pode e deve cobrar porque é justiça e amparo social para todos os brasileiros,isso está na nossa Constituição federal.
    o Brasil precisa é dos vivos para que paguem seus prejuisos causados e ajudem o nosso país no desenvolvimento científico,na descoberta de curas de todos os tipos de cancer e demais doenças perniciosas que afligem a nossa gente.
    por exemplo você leitor pode ainda conhecer pessoas talentosas nas diversas áreas do conhecimento e que nunca tiveram ou terão nenhum tipo de oportunidades,investimentos ou reconhecimento,mas sobrevivem na marginalidade ou da marginalidade,infelizmente o nosso pouco desenvolvimento científico é marginalizado,para que os muitos demagôgos possam inflamar os seus pobres discursos,baseados apenas no senso comum.
    Matar a carne é coisa antiquada e antiga dos velhos tempos das cavernas,podemos sim,matar ou destruir os nossos próprios maus tratamentos, pensamentos e práticas nocivas à sociedade,e sobretudo jamais desenvolver “culturas de morte”
    pois estaríamos fazendo apologias ao crime como autores dos “jogos mortais” porque ninguém é ou será infalível,nem tampouco vive acima da lei e já tenha aprendido a usar a “cabeça animal”.

  3. Juranda da Bahia @ 2012-04-02 16:18

    A institucionalização da Polícia Familiar Municipal,
    com médicos,educadores,psicólogos,sociólogos e advogados é uma ótima alternativa para construirmos realmente uma sociedade justa e sociointerativa.
    Essa polícia se criada poderia visitar as vítimas de crimes ou recebê-las na própria sede da instituição para então acompanhá-las assistencialmente bem como resolver todas as questões sociais,tirar dúvidas e esclarecer e encaminhar para recuperação paga pelas próprias famílias ao melhor possível desenvolvimento e relacionamento humano nas comunidades.

Add your comment now


quatro × = 16