O impacto financeiro inicial será de 0,76% do orçamento do município de Balneário Camboriú

Uma audiência pública a ser realizada na próxima quarta-feira (16), a partir das 18 horas, na Câmara de Vereadores, vai definir a possibilidade de Balneário Camboriú implantar uma Guarda Municipal. O projeto da administração, através da Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social, prevê num primeiro momento o reforço na segurança pública com 60 guardas. A implantação da GM faz parte da reestruturação da Secretaria de Segurança, sendo que a meta da Prefeitura é fazer do município um referencial em segurança pública, assim como é atualmente no setor de turismo e da construção civil.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente o município conta com cerca de 102 mil habitantes. A estimativa oficial não deixa dúvidas de que Balneário Camboriú já tem vida própria e sua rotina econômica vai além dos limites da temporada. Mas os números positivos também trouxeram o crescimento da criminalidade. Por isso, a Guarda Municipal é um dos principais projetos em curto prazo que o prefeito Edson Piriquito tem trabalhado. Para ele, a criação de uma Guarda Municipal poderá somar ao trabalho já realizado pelas policias Civil e Militar. O prefeito explica que a GM deverá atuar junto destes poderes integrados, mas também irá ser um mecanismo de preservação do patrimônio público. “A criação da guarda não resolverá totalmente o problema de segurança pública na cidade, o fim da violência é algo muito mais macro que isso, mas com a Guarda Municipal atuando junto das polícias na cidade, teremos um reforço no combate do crime, preservando assim nossa imagem turística, pois quando as pessoas escolhem para onde vão passar as férias, elas vão optar por cidades mais seguras, e é isso que queremos”, analisa Piriquito.

Clique aqui e leia mais…

, ,
Trackback

6 comments untill now

  1. Marcelo Pereira @ 2009-09-15 13:50

    A coisa está começando errada, pois guarda municipal não age em conjunto com as Polícias.
    A função da guarda municipal é, exclusivamente, a preservação do respectivo patrimônio municipal, não exercendo função policial como as Polícias Civil e Militar.
    Além do impedimento constitucional (só a União e os Estados-membros podem ter forças policiais – artigo 144 da C.F.), os integrantes das guardas municipais não têm preparo e nem condições para agirem em conjunto com as Polícias estaduais.
    Há poucos dias na cidade de São Paulo uma guarda municipal de uma cidade vizinha, atuando completamente de forma ilegal, perseguiu criminosos e avançou sobre o território paulistano, resultando disso tudo a trágica morte de uma moça que passava pelo local do tiroteiro, atingida por um disparo efetuado por um dos guardas. Imaginem então como a coisa acontece nos interiores do Brasil.

  2. A Guarda Municipal hoje é uma realidade, ela vem desempenhado um papel muito importante da segurança pública, ela é bem preparada, hoje em minha cidade a GM tem efetuado trabalhos imporatntes no combate ao crime ao tráfico de entorpecentes, possúi efetivo na delegacia local no forum local, entre outras diversas ações, é uma polícia comunitária, bem vista pela maioria dos municipes comprovado por pesquisa, e não é burocrática, está ligada direta com os cidadãos.
    Fato acontecido em São Paulo, todos dias acontece com outras instituições, porém só dão enfase por tratar da GM.
    Prabéns ao Prefeito de Balneário Camboriú, está envestindo na segurança certa.

  3. Marcelo Pereira @ 2009-09-16 16:15

    Em que pese o eventual bom trabalho de algumas guardas municipais, as mesmas não têm competência de polícia criminal e não são bem treinadas coisa nenhuma.
    Se nem os Estados-membros da Federação têm recursos suficientes para propiciarem um treinamento ideal para suas polícias, imagine o que acontece com as guardas municipais por aí.
    Tragédias acontecem mas devem ser evitadas, principalmente não se permitindo que as guardas municipais exerçam papéis que não lhes competem.

  4. Igor Foggiatto @ 2009-09-17 15:04

    A guarda Municipal acredito que seja necessario, no municipio de Curitiba a guarda municipal ja se envolveu em varias ações de sucesso sendo bem preparada e acredito que saibam bem quais as suas limitações, e ressaltando que os entornos de algumas praças já ficaram mais seguros.
    Mas citando o exemplo de São José dos Pinhais, a guarda municipal se recusou a ir a minha residencia quando um individuo invadiu a minha residencia, e novamente se recusaram a atender uma ocorrencia onde fui assaltado, nesse caso o intuito da implantação da GM de SJP foi o mesmo de Balneario Camboriu. Espero que pelo menos eles sejam mais bem sucedidos do que no meu municipio.

  5. Parabéns prefeito, é isso ai,GM a Policia do futuro,

  6. a Guarda Municipal funciona, em minha cidade a gente solicitda a policia estadual e vem a Municipal, ou seja a GM. Prabéns prefeitão, está no caminha certo.

Add your comment now


três + 6 =