logo_pronline

Joyce CarvalhoArmasParana

A arma de fogo é a marca da insegurança no Brasil. A frase, chocante, faz parte da conclusão do Relatório Preliminar Ranking dos Estados no Controle de Armas: Análise Preliminar Quantitativa e Qualitativa dos Dados sobre Armas de Fogo Apreendidas no Brasil.

O documento integra o projeto Mapeamento do Comércio e Tráfico Ilegal de Armas no Brasil. A pesquisa foi elaborada pela Viva Comunidade, uma associação civil de fins não econômicos, ligada à ONG Viva Rio, que trabalha na pesquisa e na formulação de políticas públicas com o objetivo de promover a cultura de paz e o desenvolvimento social. O Paraná ficou em 10.º lugar na lista.

, , ,
Trackback

6 comments untill now

  1. Igor Foggiatto @ 2009-11-03 13:49

    O pior que eu conheço gente q entregou armas que apenas estavam com documentação pendente (falecimento de parentes/dono da arma) e acham que tão abafando! Perguntei sobre o pq e falaram que era pra evitar a criminalidade !?
    Vai entender…

  2. Plinio de Marco C. Jr. @ 2009-11-03 15:45

    Inseguro é ter estas verdadeiras corjas de ONG no
    país.Sugiro aos Deputados investigarem o trabalho
    destas ONGS dos direitos dos bandidos.Com certeza vão encontrar cada coisa……….

  3. Por favor… na mensagem acima substitua, para fins de correção, vio por viu!

    Agradeço

  4. Obs.

    Para cada vez que eles repetem uma mentira temos que repetir a verdade mais de dez vezes, porque temos muito menos exposição do que eles…

    Não se furte de combater a mentira e mais… tenha o cuidado de repetir várias vezes, pois só assim poderemos mediamente competir com esses canalhas.

  5. Leon Rose @ 2009-11-10 19:30

    “Free Men own guns,slaves don’t “

  6. Todas essas pesquisas e conclusões de especialóides em combate ao crime e promoção da paz, é a preparação para que a POLíCIA FEDERAL apreenda as armas legalmente adquiridas pelos cidadãos brasileiros, uma vez que no Brasil, nenhuma lei garante absolutamente NADA ao cidadão, a menos que esta se direcione aos interêsses do governo. O exemplo mais chocante é o resultado do referendo de 2005: O povo disse NÃO ao ESTATUTO DO DESARMAMENTO e alguns dias depois da vitória nas urnas, o “excelentíssimo” ministro da “justiça”, Márcio Thomas Bastos, publicou portaria limitando a aquisição de munição em 50 unidades por ano e por calibre! quer mais? o capítulo XX, artigo 5º parágrafo I da CONSTITUIÇÃO FEDERAL diz: TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, NÃO HAVENDO DISTINÇÃO DE RAÇA, CLASSE SOCIAL OU PODER AQUISITIVO etc… Conclusão: BESTA É AQUELE QUE ACREDITOU NOS TIRANOS DESTE PAÍS E RECADASTROU SUA ARMA, ATUALIZANDO SEUS DADOS PESSOAIS E ENDEREÇO COMPLETO, AFIM DE FACILITAR O TRABALHO DE APREENSÃO DE SUA ARMA POR PARTE DA POLÍCIA FEDERAL, BREVEMENTE.

Add your comment now


oito × 3 =